Localizando...
Você está em:  Home  >  Notícias  >  Artigo atual

Remessas mundiais de PCs crescem quase 10% em 2021


Por   /  17 de janeiro de 2022  /  Sem comentários

mercado de pcs

Após seis trimestres consecutivos de crescimento no setor de PCs, as remessas de computadores tiveram o primeiro declínio ano a ano com a desaceleração da pandemia, de acordo com pesquisa do Gartner. As remessas de computadores ao redor do mundo totalizaram 88,4 milhões de unidades no quarto trimestre de 2021, número que representa queda de 5% em relação ao mesmo período de 2020, segundo a empresa de consultoria. Na perspectiva anual, no entanto, as remessas mundiais de PCs totalizaram 339,8 milhões de unidades em 2021, um aumento de 9,9% em relação a 2020.

“A queda do quarto trimestre apenas atenuou ligeiramente o crescimento do mercado de PCs no ano, que registrou o maior volume de remessas desde o ano de 2013. Durante a pandemia, o crescimento das remessas foi apoiado por um aumento no preço médio de venda (ASP), resultando em receitas mais altas e um mercado mais saudável de forma geral. Como resultado, os volumes anuais de remessas de PCs não devem cair para níveis pré-pandemia por pelo menos 2 ou 3 anos”, disse Mikako Kitagawa, diretora de pesquisa do Gartner.

De acordo com Kitagawa, a queda do mercado de PCs nos Estados Unidos, resultado dos problemas na cadeia de suprimentos e do “colapso” na demanda de Chromebooks, impulsionou a desaceleração do trimestre. “Isso provavelmente significa o fim do crescimento maciço e inesperado na demanda de PCs desencadeado pela pandemia”, acrescenta.

Os três principais fornecedores do mercado mundial de PCs permaneceram inalterados no quarto trimestre de 2021, com a Lenovo mantendo o primeiro lugar em remessas.

As remessas mundiais de PCs da Lenovo caíram quase 12% no quarto trimestre de 2021, que foi o primeiro período de declínio desde o primeiro trimestre de 2020. Essa diminuição foi devida à desaceleração do mercado dos Estados Unidos, além da diminuição na demanda por Chromebooks.

Além disso, os problemas na cadeia de suprimentos dificultou a marca no fornecimento de PCs para clientes corporativos. Esses fatores também contribuíram para o declínio de 4% ano a ano da HP. No entanto, o declínio da HP foi moderado por um crescimento robusto no mercado da Ásia-Pacífico. A Dell ganhou participação de mercado neste período após registrar um quinto trimestre consecutivo de crescimento. O volume de embarque ultrapassou 17 milhões de unidades pela primeira vez na história da empresa, liderado pelo forte desempenho na América Latina, EMEA e Ásia-Pacífico.

Segundo o Gartner, a pandemia levou ao renascimento do mercado de PCs. Após um longo período de declínio e crescimento modesto ocasional, a pandemia reviveu a indústria de PCs, como evidenciado pelo forte crescimento contínuo de 2021. As remessas mundiais de PCs totalizaram 339,8 milhões de unidades em 2021, um aumento de 9,9% em relação a 2020.

“A pandemia mudou significativamente o comportamento dos usuários de PCs comerciais e de consumo doméstico, pois as pessoas tiveram que adotar novas formas de trabalhar e viver”, diz Kitagawa. “Pós-pandemia, algumas das formas recém-estabelecidas de usar PCs continuarão sendo uma prática regular, como estilos de trabalho remotos ou híbridos, fazer cursos on-line e se comunicar com amigos e familiares por ferramentas digitais.”


Infoeconomico

Fonte: Computer Word

você pode gostar também...

Cotação Dólar

Leia mais →