Anuncie aqui!
Localizando...
Você está em:  Home  >  Artigos  >  Artigo atual

EMBALAGEM ESTUDO ABRE / FGV


Por   /  23 de julho de 2019  /  Sem comentários

O estudo exclusivo macroeconômico da indústria brasileira de embalagem, realizado pelo IBRE (Instituto Brasileiro de Economia) / FGV (Fundação Getúlio Vargas) há vinte e um anos para a ABRE, demonstra que o valor bruto da produção física de embalagens atingiu o montante de R$ 71,5 bilhões, um aumento de aproximadamente 5,1% em relação aos R$ 68 bilhões alcançados em 2016.

Segundo Associação Brasileira das Embalagens

ESTUDO MACROECONÔMICO DA EMBALAGEM ABRE/ FGV

ESTUDO MACROECONÔMICO DA EMBALAGEM ABRE / FGV
Apresentação fevereiro de 2018: retrospecto de 2017 e perspectivas para 2018

VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO

O estudo exclusivo macroeconômico da indústria brasileira de embalagem, realizado pelo IBRE (Instituto Brasileiro de Economia) / FGV (Fundação Getúlio Vargas) há vinte e um anos para a ABRE, demonstra que o valor bruto da produção física de embalagens atingiu o montante de R$ 71,5 bilhões, um aumento de aproximadamente 5,1% em relação aos R$ 68 bilhões alcançados em 2016.

Os plásticos representam a maior participação no valor da produção, correspondente a 38,85% do total, seguido pelo setor de embalagens celulósicas com 34,09% (somados os setores de papelão ondulado com 17,36%, cartolina e papelcartão com 11,57% e papel com 5,16%), metálicas com 18,15%, vidro com 4,44%, têxteis para embalagens com 2,53% e madeira com 1,95%.

Fonte: http://www.abre.org.br/setor/dados-de-mercado/dados-de-mercado/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você pode gostar também...

Brasil tem 2º déficit seguido em transações correntes em janeiro, de US$7,253 bi

Leia mais →