Anuncie aqui!
Localizando...
Você está em:  Home  >  Tecnologia  >  Artigo atual

Unicamp sediará centro de inteligência artificial aplicada em parceria com hub de inovação


Por   /  16 de junho de 2021  /  Sem comentários

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), emparceria com o Templo.cc, hub de inovação que desenvolve transformação digital e cultural em grandes companhias, lançará nos próximos meses um Centro de Inteligência Artificial Aplicada. O Brazilian Institute of Data Science (BI0S) receberá um investimento de R$ 10 milhões e desenvolverá pesquisas, sobretudo, nas áreas de Saúde e Agronegócios.

O Centro de Inteligência Artificial Aplicada, batizado de BI0S, tem como principal missão difundir a cultura de dados e promover a transformação digital no cenário brasileiro. O BI0S foi um dos seis centros aprovados pela chamada pública da Fapesp, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Comitê Gestor na Internet no Brasil (CGI.br). O recurso tem origem de repasses públicos e de parcerias com a iniciativa privada.

A iniciativa conta com mais de 120 pesquisadores da Unicamp e de diversas instituições parceiras, como Fiocruz-RJ, Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), UFABC, UFAM, USP – Ribeirão Preto, FITec, CPQD. Também conta com a parceria de empresas, como Hospital Israelita Albert Einstein, Motorola, Binder, Vera Cruz, IBM e Polo Digital.

“Com esse trabalho em conjunto, que engloba uma gama de empreendedores e cientistas de dados a nível mundial, queremos montar um Centro totalmente focado em inteligência artificial, nos propondo a resolver desafios reais de mercado e desenvolver um verdadeiro ecossistema integrado de inovação”, explica Herman Bessler, CEO do Templo.cc.

Com sede na própria Unicamp, o BI0S pretende unir os trunfos da universidade, que tem tradição e excelência em pesquisa aplicada, com a expertise do Templo.cc, referência em inovação de mercado.

“Precisamos assumir o protagonismo na transformação digital no Brasil, conjugando excelência científica com a ética nas aplicações da Inteligência Artificial. Precisamos falar a língua do setor produtivo e também ouvir as diversas demandas sociais por soluções, gerar inovação e transferir tecnologia a partir dos valores da universidade pública”, complementa Henrique Sá Earp, professor e gestor Executivo do BI0S.

De acordo com João Marcos Romano, Professor e Diretor do BI0S, o projeto conta com diferentes trilhas de pesquisa.

“Atuamos tanto na trilha da saúde, e por isso há uma parceria forte com a Faculdade de Ciências Médicas, quanto na trilha do agronegócio, envolvendo os colegas da Feagri e do Cepagri. Isso além de uma terceira trilha, que serve de base para as outras, dedicada à metodologia, ao estudo dos algoritmos, das técnicas e das bases teóricas da aprendizagem de máquina e da inteligência artificial”, complementa o pesquisador responsável pelo Centro.


Infoeconomico

Fonte: Computer Word

você pode gostar também...

Malware direcionado a sistemas Linux aumentou 35% em 2021 em comparação com 2020

Leia mais →