#
Localizando...
Você está em:  Home  >  Tecnologia  >  Artigo atual

Amazon investiga trabalho ilegal em fábrica da China

Por   /  12 de agosto de 2019  /  Sem comentários

A empresa de segurança cibernética Symantec confirmou a venda de seus ativos de segurança corporativa para a Broadcom em um acordo de US $ 10,7 bilhões.

A transação, que foi aprovada pelo conselho de administração da Symantec, deve ser encerrada antes do final do ano, dependendo de aprovações regulatórias.

Já a divisão de segurança voltada para o consumidor final, que inclui segurança de dispositivos, proteção contra ameaças de identidade e software de privacidade para consumidores e pequenas empresas, permanecerá com a Symantec. De acordo com a Symantec, a área pode crescer a meio dígito, gerando forte fluxo de caixa e ganhos.

“Ao desvendar o valor da segurança corporativa, estamos avançando significativamente na nossa estratégia de transformação contínua e posicionando nosso negócio de segurança cibernética para o consumidor, o Norton LifeLock, como um sucesso”, disse Daniel H. Schulman, presidente do conselho da Symantec.

Esta venda deixa para trás ativos subutilizados que não faziam parte da transação, incluindo propriedades próprias que serão monetizadas.

“Com um mercado grande e crescente, os produtos Norton LifeLock atendem à crescente necessidade dos consumidores por segurança cibernética”, disse Rick Hill, presidente e CEO interino. “No primeiro trimestre do ano fiscal de 2020, nosso segmento Consumer Cyber ​​Safety contribuiu com 90%. A receita operacional total da Symantec é nossa visão de que, com um modelo operacional focado em maiores investimentos em marketing e desenvolvimento de produtos para a privacidade do consumidor, podemos simultaneamente aumentar nossa base de assinantes e aumentar nossa receita anual por usuário”.

Hill também disse que a venda deve maximizar o valor imediato para os acionistas, mantendo a propriedade em um negócio de segurança cibernética para o consumidor.

Ele também permite que os negócios de segurança da empresa cresçam e concorram em uma plataforma corporativa com alcance de vendas e distribuição em todo o mundo, capaz de atender aos clientes existentes.

A notícia chega três meses depois que a Symantec disse que o CEO Greg Clark deixou o cargo e foi substituído pelo diretor Richard Hill em uma base interina.

 

 

O post Symantec vende divisão de segurança para Broadcom por US$ 10,7 bilhões apareceu primeiro em Computerworld.
Fonte: Computer Word

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

#

você pode gostar também...

Startup cria app de gestão de despesas para evitar fraudes em reembolso

Leia mais →